• Qui. Fev 29th, 2024

Bruxelas aprova vacina adaptada a subvariante Ómicron e apela à inoculação – Observador Feijoada

ByEdgar Guerreiro

Set 1, 2023

A Comissão Europeia aprovou esta sexta-feira uma vacina adaptada à subvariante XBB.1.5 do vírus Ómicron da covid-19, falando num “marco importante” na luta contra a doença, a tempo das campanhas de vacinação pelos Estados-membros no outono e inverno.

“Hoje [sexta-feira], a Comissão autorizou a vacina contra a Covid-19 adaptada ao Comirnaty XBB.1.5, desenvolvida pela [farmacêutica] BioNTech-Pfizer. Esta vacina constitui mais um marco importante na luta contra a doença“, sendo esta a terceira adaptação deste fármaco para responder às novas variantes, indica a instituição em comunicado de imprensa esta sexta-feira divulgado.

O executivo comunitário assinala que esta luz verde surge após uma “avaliação rigorosa” efetuada pela Agência Europeia de Medicamentos (EMA, na sigla inglesa), ao abrigo do mecanismo de avaliação acelerada.

Covid-19: Ordem dos Enfermeiros opõe-se à administração da vacina por farmacêuticos

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

“A Comissão autorizou esta vacina adaptada ao abrigo de um procedimento acelerado para permitir que os Estados-membros se preparem a tempo para as suas campanhas de vacinação do outono e inverno”, apela.

A aprovação surge depois de, na passada quarta-feira, a EMA ter recomendado a autorização de uma vacina adaptada à subvariante XBB.1.5 do vírus Ómicron da Covid-19.

A vacina — conhecida como Comirnaty Omicron XBB.1.5, do grupo farmacêutico BioNTech-Pfizer — destina-se a ser utilizada na prevenção da Covid-19 em adultos e crianças a partir dos seis meses de idade.

Em conformidade com as recomendações anteriores da EMA e do Centro Europeu de Prevenção e Controlo das Doenças (ECDC), os adultos e crianças a partir dos cinco anos de idade que necessitem de vacinação devem receber uma dose única, independentemente do seu historial de vacinação contra a Covid-19. As crianças entre os seis meses e os quatro anos podem levar uma ou três doses da vacina.

Covid-19: EMA recomenda comercialização de vacina adaptada a subvariante Ómicron

Em 17 de agosto, o ECDC classificou linhagens recombinantes da variante Ómicron do coronavírus SARS-CoV-2 como variantes de interesse, alertando para o aumento da propagação e da transmissão da Covid-19 na Europa.

“O ECDC classificou todas as linhagens do tipo XBB.1.5 com a alteração adicional de aminoácidos F456L como variantes de interesse. Isto deve-se a um rápido aumento da proporção destas variantes atualmente em circulação, que podem ter propriedades de fuga imunitária em comparação com as variantes que estavam anteriormente em circulação”, indicou a agência comunitária numa nota de imprensa então divulgada.

A Covid-19 é uma doença respiratória causada pelo SARS-CoV-2, um tipo de vírus detetado em finais de 2019 na China e que se disseminou rapidamente pelo mundo, assumindo várias variantes e subvariantes, umas mais contagiosas do que outras. A doença foi classificada como pandemia em 11 de março de 2020 e, em maio de 2023 deixou de ser uma emergência de saúde pública internacional.



Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *