• Seg. Jul 22nd, 2024

Rússia ameaça com contramedidas devido a exercícios nipónicos com países da NATO – Observador Feijoada

ByEdgar Guerreiro

Jun 29, 2024

Siga o nosso liveblog sobre a Guerra na Ucrânia

A Rússia manifestou esta sexta-feira a sua insatisfação e alertou o Japão para contramedidas devido aos planos nipónicos de realizar exercícios militares perto da fronteira russa e que contarão também com Espanha, França e Alemanha.

A diplomacia russa revelou, em comunicado, ter alertado o lado japonês para a natureza inadmissível das “atividades militares provocatórias” perto das fronteiras russas no Extremo Oriente com membros da NATO que não pertencem àquela região.

“Consideramos estas atividades uma potencial ameaça à segurança da Federação Russa“, pode ler-se, na nota do Ministério dos Negócios Estrangeiros.

Moscovo advertiu Tóquio para “contramedidas apropriadas” destinadas a reforçar as capacidades defensivas russas e a proteger a sua soberania.

O Ministério da Defesa do Japão anunciou na terça-feira que a Força Aérea do país vai realizar manobras conjuntas com Espanha, França e Alemanha no próximo mês de julho, no âmbito da iniciativa de defesa europeia ‘Céus do Pacífico’.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Os exercícios decorrerão de 19 a 25 de julho e têm como objetivo “aprofundar a estreita colaboração com estes países na realização de um Indo-Pacífico livre e aberto”, frisou o ministro da Defesa japonês, Minoru Kihara, em conferência de imprensa.

Japão e EUA assinam acordo para novo tipo de sistema de defesa antimísseis

No seu âmbito desta iniciativa e durante quase dois meses, 28 aviões de combate e 16 grandes aviões cisterna e de transporte, todos desenvolvidos pela indústria de defesa europeia, vão percorrer cerca de 58.000 quilómetros do Alasca à Índia, na zona do Indo-Pacífico.

As manobras com a participação das forças francesas terão lugar em Ibaraki (norte de Tóquio), enquanto os exercícios com a Alemanha e Espanha decorrerão em torno da base de Chitose, na ilha de Hokkaido (norte do Japão), explicou o Ministério da Defesa japonês.



Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *