• Seg. Jul 22nd, 2024

9 em cada 10 habitantes de Gaza foram deslocados desde o início da guerra, diz ONU

9 em cada 10 habitantes de Gaza foram deslocados desde o início da guerra, diz ONU

Mais de 37.000 pessoas foram mortas em Gaza desde que a guerra começou em outubro do ano passado.

Genebra:

Cerca de nove em cada dez pessoas na Faixa de Gaza foram deslocadas pelo menos uma vez desde o início da guerra entre Israel e o Hamas, informou a agência humanitária da ONU na quarta-feira.

Andrea De Domenico, chefe da agência OCHA das Nações Unidas nos territórios palestinos, disse que cerca de 1,9 milhão de pessoas estão deslocadas em Gaza.

“Estimamos que nove em cada 10 pessoas na Faixa de Gaza foram deslocadas internamente pelo menos uma vez, se não até 10 vezes, infelizmente, desde outubro”, disse ele a repórteres em Nova York e Genebra, falando de Jerusalém.

“Antes, estimávamos 1,7 (milhão), mas desde então tivemos a operação em Rafah e tivemos deslocamentos adicionais de Rafah”, disse ele, explicando o aumento.

“Também tivemos operações no norte que também movimentaram pessoas”, acrescentou.

Ele disse que tais operações militares forçaram as pessoas a redefinir suas vidas, repetidas vezes.

“Por trás desses números, há pessoas… que têm medos e queixas. E elas provavelmente tinham sonhos e esperanças; cada vez menos, temo hoje, infelizmente”, disse De Domenico.

“Pessoas que nos últimos nove meses foram movimentadas como peões em um jogo de tabuleiro.”

Ele disse que a Faixa de Gaza foi cortada em duas pelas operações militares de Israel, com o OCHA estimando que havia entre 300.000 e 350.000 pessoas vivendo no norte do território sitiado que não conseguiram ir para o sul.

Enquanto isso, ele acrescentou que, desde o início da guerra, cerca de 110.000 pessoas conseguiram deixar a Faixa de Gaza antes que a passagem de Rafah para o Egito fosse fechada no início de maio.

De Domenico disse que alguns permaneceram no Egito enquanto outros já haviam partido.

A guerra mais sangrenta de todos os tempos em Gaza começou depois que o ataque do Hamas ao sul de Israel em 7 de outubro resultou na morte de 1.195 pessoas, a maioria civis, de acordo com uma contagem da AFP baseada em números israelenses.

Os militantes também fizeram 251 reféns, 116 dos quais permanecem em Gaza, incluindo 42 que o exército diz estarem mortos.

A ofensiva de retaliação de Israel desde então matou pelo menos 37.953 pessoas, a maioria civis, de acordo com dados do Ministério da Saúde do território administrado pelo Hamas.

(Com exceção do título, esta história não foi editada pela equipe da NDTV e é publicada a partir de um feed distribuído.)

Source

By admin

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *