• Qua. Jul 17th, 2024

Saki, o sósia alemão que ganha a vida a “ser” Cristiano Ronaldo e que tentou jogar no Sporting – Observador Feijoada

ByEdgar Guerreiro

Jul 4, 2024


Como é o seu dia a dia como sósia do Ronaldo?
Trabalho com crianças, sou artista de football freestyle e treinado. Tento ensinar a parte mais técnica, os truques que usamos. E depois tento passar a mentalidade do Cristiano, tento fazê-las acreditar que elas podem ser melhores, que devem acreditar nelas mesmas.

Mas trabalha num clube ou faz esses treinos e eventos por conta própria?
Em clubes, mas sou freelencer. São os clubes que me chamam, marcam uma hora comigo e vou. E não só clubes, há várias marcas e empresas que têm tido interesse, tenho estado completamente cheio de trabalho. Mas fundamentalmente gosto de trabalhar com as crianças. Elas são o futuro deste desporto. E é muito divertido.

E o que é que elas dizem quando o veem pela primeira vez?
Elas perguntam muitas vezes se somos irmãos [risos]. Fazem muitas piadas, claro. E depois, quando lhes mostro os truques com a bola, ficam ainda mais espantados, porque as parecenças ficam ainda maiores.

Isso no futebol freestyle, mas nunca tentou uma carreira no futebol profissional?
Tentei, tentei. Cheguei a fazer um teste numa equipa da Bundesliga, mas não fiquei. Mas sendo sincero, também nunca estive muito interessado em jogar profissionalmente.

Porquê?
Não sei. Nem é por falta de confiança. Concordo com o Ronaldo, temos sempre de pensar que somos os melhores e acho que sou o melhor em futebol freestyle. E até mesmo futebolistas profissionais já me perguntaram porque não tentei mais. Mas há que ser realista: futebol freestyle e futebol profissional não são a mesma coisa. Eu joguei futsal, mas também é diferente. Prefiro fazer isto. Mas cheguei a fazer testes, sim. Até fiz um no Sporting.

No Sporting? Em Portugal?
Sim. Foi em 2013. Estive lá uns dias. O primeiro dia foi muito bom, correu bem. Os seguintes já não foram bons. Ainda por cima estava lesionado. Tive de voltar. Acho que o presidente nem soube, mas ele viu-me no primeiro dia e gostou. Aliás, o meu agente disse-me que depois do primeiro dia tinha praticamente um contrato em cima da mesa. Só que estes testes não duram só um dia. Normalmente duram cinco dias, seis dias, uma semana. E tudo bem, o primeiro dia foi bom, mas os outros cinco ou seis não. Mas não conseguia jogar só com uma perna. Continuo a treinar, sempre que estou livre e acho que até conseguiria chegar ao futebol profissional. Mas não quero.

Saki em Alvalade, depois de um semana de testes no Sporting

Tem estado bastante ocupado. Principalmente agora no Euro 2024, não é?
Sim, tenho tido muitos pedidos. Há uns dias estive em Munique, agora vim de Leipzig. Tenho feito eventos nas cidades onde há jogos, tenho estado nos tapetes vermelhos, em eventos, em clubes, feito coisas para a televisão, publicidade. Muitas coisas diferentes. Mas o mais marcante tem sido ir às cidades do Euro para mostrar os truques e jogar com as pessoas.

Mas foi a UEFA que o convidou a estar presente?
Sim, sim, convidaram-me. Sexta-feira vou a Estugarda por causa do Alemanha-Espanha, por exemplo. Mas já estive em Leipzig, em Estugarda, em Berlim, aqui em Frankfurt. Tenho andado por todo o país.



Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *