• Sáb. Jul 13th, 2024

O uso de viagem no tempo e causalidade por Star Trek Prodigy, explicado da forma mais simples possível

Byadmin

Jul 5, 2024
O uso de viagem no tempo e causalidade por Star Trek Prodigy, explicado da forma mais simples possível

E ainda nem terminamos a primeira temporada.

Mas para continuar: a nave que foi para Solum para realizar o Primeiro Contato foi a USS Protostar, comandada por Capitão Chakotay (Robert Beltran). Após o Primeiro Contato, a Protostar voou através de um buraco de minhoca que a depositou 52 anos no futuro, onde posteriormente testemunhou os efeitos devastadores da guerra civil de Solum. O Diviner capturou a Porotstar e a armou com o Living Construct — um vírus que faz com que as naves da Federação ataquem umas às outras automaticamente — na esperança de mandá-la de volta ao seu tempo original e impedir o Primeiro Contato. Chakotay, em vez disso, enviou a nave de volta 52 anos através do buraco do tempo e a mirou em um ponto aleatório no espaço.

O Protostar pousou perto da colônia de mineração onde Dal e seu amigo estavam presos, e é aí que “Prodigy” começa. A primeira temporada terminou com as crianças Protostar superando o Diviner, descobrindo seu plano e retornando ao espaço da Federação.

Chakotay, no entanto, ainda estava preso 52 anos no futuro. No início da segunda temporada de “Prodigy”, a Janeway da vida real parte em uma missão de resgate em uma nova nave, a Voyager-A. Dal e companhia agora são estagiários da Frota Estelar e têm permissão para ir junto. Janeway explica ao público que o buraco temporal pelo qual Chakotay voou ainda está lá fora no mesmo local, mas que é instável e pode entrar em colapso em breve. Ela tem que trabalhar rápido.

Além disso, e isso é notável, o tempo avança na mesma taxa do outro lado do buraco de minhoca, então se uma hora passa no presente, uma hora também passa 52 anos no futuro. Chakotay está na prisão futura do Diviner há um tempo.

Source

By admin

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *