• Seg. Out 2nd, 2023

Primeira-ministra italiana ameaçada de morte antes de visita a cidade no sul – Observador Feijoada

ByEdgar Guerreiro

Ago 30, 2023

A primeira-ministra italiana, Giorgia Meloni, recebeu ameaças de morte antes da sua programada visita na quinta-feira a Caivano, uma cidade assolada pelo crime, perto de Nápoles, onde estão a ser cortadas prestações sociais a pessoas de baixos rendimentos.

Entre as mensagens nas redes sociais para a primeira-ministra italiana encontra-se uma de uma mulher em Nápoles que aconselhava Meloni a ficar em casa, criticando-a pela eliminação progressiva dos rendimentos mínimos de sobrevivência — uma das causas para as ameaças.

Uma outra mensagem diz que os moradores locais deveriam “cumprimentar a pescadora Meloni com tomates podres por ter retirado o rendimento de sobrevivência do grupo de pessoas que vive precariamente nessas áreas”. Uma outra mensagem diz que esperava que Meloni saísse da sua visita com marcas físicas no corpo, “para entender os problemas que causou”.

“Uns idiotas.” Meloni paga conta de restaurante de italianos que fugiram de um restaurante na Albânia

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Na quinta-feira, Meloni deverá visitar Caivano, uma cidade conhecida pelos seus elevados índices de criminalidade e tráfico de droga, onde no passado mês duas primas de 12 anos foram violadas por seis jovens.

Após o anúncio da visita, as redes sociais revelaram várias mensagens intimidatórias contra Meloni, a pretexto do corte de apoios públicos a setores da população que recebem rendimentos mínimos de sobrevivência.

Estas mensagens de ameaças já provocaram reações de solidariedade de vários quadrantes políticos, desde a direita à esquerda. Elly Schlein, líder da oposição em Itália pelo Partido Democrático (centro-esquerda), disse que essas ameaças são intoleráveis.

“Nazi, fascista e racista.” Giorgia Meloni processa vocalista da banda Placebo por cantor a insultar num concerto em Turim

“Mensagens de intimidação, incitação ao ódio e à violência não devem ter lugar numa democracia e encontrarão sempre a mais forte condenação de todo o Partido Democrata”, disse Schlein, juntando a sua voz à de outras reações de condenação às ameaças à chefe de Governo italiano. Meloni já agradeceu a todos aqueles que têm manifestado a sua solidariedade perante as ameaças.

“Agradeço a todos os que manifestaram a sua solidariedade face às ameaças recebidas perante a minha visita a Caivano. (…) A intimidação não impedirá a nossa presença ao lado dos muitos cidadãos que exigem segurança e um futuro melhor para os seus filhos“, disse Meloni, numa mensagem nas redes sociais.





Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *