• Qui. Fev 29th, 2024

Estados Unidos. Pensilvânia encerra escolas após fuga de assassino brasileiro – Observador Feijoada

ByEdgar Guerreiro

Set 6, 2023

Danelo Calvalcante, de 34 anos, foi condenado à prisão perpetua, por ter esfaqueado até à morte a sua namorada Débora Brandão à frente dos seus filhos de sete e de quatro anos. O arguido fugiu da prisão situada perto da cidade Filadélfia do estado de Pensilvânia na passada quinta-feira, segundo o jornal americano New York Times.

O criminoso já tinha um mandado de detenção no Brasil em aberto por estar relacionado a um homicídio de 2017. Quando descobriu, Débora Brandão ameaçou o seu namorado com a entrega às autoridades, pelo que recebeu 38 facadas em abril de 2021.

A polícia americana fechou temporariamente as escolas em dois distritos na passada terça-feira. Há carros e helicópetros em circulação a transmitir o apelo da mãe de Calcacante, em português do Brasil, a pedir que se renda e que se entregue às autoridades. Existe também um mandado de detenção caso Cavalcante tente escapar do país pelas fronteiras de Delaware ou Maryland. Drones, cães e câmaras térmicas também se encontram acionadas.

Calvacante foi condenado no dia 22 de agosto de 2022. Desde que fugiu, já foi avistado quatro vezes, de acordo com o jornal americano The Daily Best.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

O primeiro registo foi da fuga da prisão. Depois, no mesmo dia, uma câmara de uma casa captou Calvacante e, na passada segunda-feira, as câmaras de videovigilância do Jardim Botânico da Pensilvânia apanharam o arguido a caminhar com um saco de desporto.

Por último, na passada sexta-feira, houve uma denúncia de roubo pelas 23h30, no município de Pocopson. O denunciante, Ryan Drummond acredita que foi Danelo Calvacante quem invadiu a sua casa para obter comida: “Decidi não confrontá-lo e pensei que seria melhor ligar a luz. Ele devolveu-me a comida do andar de baixo, o que foi assustador. E eu disse à minha esposa para ligar para o 911”, revelou CNN Portugal.

A polícia americana recomendou aos habitantes para trancarem as portas e as janelas das suas casas, e para se manterem em alerta, numa conferência de imprensa. “Estamos a lidar com alguém que se encontra em estado desesperado e que não quer ser apanhado. Se ele conseguir encontrar abrigo [e] comida, vai aproveitar-se de tudo o que encontrar”, afirmou coronel da polícia distrital, George Bivens, durante a conferência.

“Ele é um ‘tipo’ mau, precisa de estar sob custódia e vamos apanhá-lo”, prometeu.

As autoridades prometem recompensar com 10 mil dólares (o que equivale a 9.310 euros) a quem ajude na investigação.





Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *