• Dom. Abr 14th, 2024

Desnutridos, com fome e a comerem terra. Irmãos abandonados pelos pais encontrados a vaguear pelas ruas – Observador Feijoada

ByEdgar Guerreiro

Set 7, 2023

Pietro e Paolo têm quatro e seis anos e foram encontrados pela polícia em Roma, Itália, quando vagueavam sozinhos pela rua. “Não queremos voltar para a mãe. Estamos com fome. Queremos gelado”, disseram aos agentes com quem falaram na tarde de 10 de maio. Estavam desnutridos, sujos e tinham hematomas e cicatrizes.

A história das crianças é agora contada nas redes sociais do hospital italiano Policlinico Umberto I, local para onde foram levadas e onde estiveram internadas, primeiro na Unidade Pediátrica de Cuidados Intensivos e depois na unidade de gastrenterologia pediátrica.

Os irmãos, cujos nomes usados são fictícios, enfrentavam graves problemas no que toca à alimentação. Além de estarem desnutridos, os exames demonstraram resíduos no estômago que os médicos acreditam dever-se à ingestão de terra.

O hospital teve uma equipa multidisciplinar a acompanhar as crianças durante todo o internamento, que incluía neuropsiquiatras infantis, fisioterapeutas e nutricionistas, e que foi adaptando os tratamentos ao longo dos tempos possibilitando a recuperação em termos físicos e psicológicos. “Todos os dias mostravam sinais de melhorias. Se no início evitavam o contacto visual, com o passar do tempo e graças ao carinho que foram recebendo, a confiança foi crescendo e até pediam abraços”, conta o hospital.

O caso foi sendo acompanhado por vários voluntários, mas também por associações e pelas autoridades competentes. Os pais acabaram por perder a guarda dos irmãos e as crianças, depois de recuperadas, ficaram a viver na casa de uma família de acolhimento, estando agora preparados para serem adotadas.

“Desejamos que os nossos dois anjinhos tenham em breve uma família que os ame incondicionalmente e que lhes garanta um futuro cheio de amor e alegria. Depois do que passaram nestes primeiros anos, ninguém merece mais do que eles”, pode ler-se na nota escrita pelo hospital e na qual foram partilhadas várias fotografias dos momentos em que Pietro e Paolo viveram no hospital e onde os profissionais de saúde foram família.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR



Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *