• Ter. Mar 5th, 2024

Miguel Oliveira termina no 12.º lugar no sprint do GP de San Marino – Observador Feijoada

ByEdgar Guerreiro

Set 9, 2023

Os treinos livres do GP de San Marino não foram nada famosos para Miguel Oliveira, apresentando um ritmo dos mais baixos entre os pilotos em competição. O 22.ºlugar nos treinos livres obrigou o português a passar pela Q1 durante a manhã deste sábado.

“Foi um dia muito difícil e muito estranho, para ser sincero. Não consegui ter boas sensações com a mota e tive muita dificuldade em fazer um time attack com novos pneus. Depois, com um pouco mais de tração, tive muitos problemas e vibrações. Por isso, agora temos de analisar e encontrar uma solução. Temos duas Aprilia no top 10, por isso temos uma boa mota e uma boa fase. Temos de entender o que podemos fazer”, disse Miguel Oliveira na análise aos treinos livres de sexta-feira.

Miguel Oliveira é 22.º nos primeiros treinos livres em Misano e tem de passar pela Q1 da qualificação

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

A resposta surgiu na Q1. Miguel Oliveira rapidamente se colocou no primeiro lugar. Muito perto do fim, Aleix Espargaró (1:31.429) conseguiu o melhor tempo, mas o português recuperou o primeiro lugar (1:31.272) nos últimos instantes. Assim, seguiram ambos para a Q2.

Foi aí que Jorge Martín conseguiu garantir a pole-position para o sprint e para a corrida principal com um tempo recorde no circuito de Misano (1:30.390). Miguel Oliveira não foi além do décimo lugar (1:31.277). Marco Bezzecchi (1:30.787) e Francesco Bagnaia (1:30.826) foram segundo e terceiro, respetivamente.

O Falcão partia ao lado de Alex Márquez e Raul Fernández, na quarta linha da grelha, para as 13 voltas da corrida sprint. Miguel Oliveira chegou a subir ao nono lugar no arranque, mas foi de imediato ultrapassado por Brad Binder e por Alex Márquez ainda antes da primeira volta. Depois de descer a 11.º, não mais o piloto da Aprilia conseguiu recuperar terreno, sendo inclusivamente ultrapassado pelo colega de equipa Raul Fernández, caindo para o 12.º lugar.

Numa corrida em que vários pilotos foram penalizados por excederem os limites de pista, Jorge Martín não cedeu minimamente e rodou sempre na liderança, acabando por ser o primeiro a cruzar a meta. Marco Bezzecchi segurou o segundo lugar e Francesco Bagnaia, líder do campeonato, ocupou o último lugar do pódio, evitando o assalto de Dani Pedrosa e Brad Binder.





Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *