• Seg. Abr 15th, 2024

Madeira. Líder da IL acusa PSD de perseguir militantes e empresários que recebem os liberais – Observador Feijoada

ByEdgar Guerreiro

Set 13, 2023

Rui Rocha, presidente da Iniciativa Liberal, e Nuno Morna, candidato do partido às eleições regionais da Madeira, denunciam a existência de condicionamentos a liberais no arquipélago durante a campanha eleitoral e apontam o dedo a Miguel Albuquerque, presidente do governo regional.

“Há militantes e simpatizantes da IL que não têm a liberdade de participar nas ações [do partido], que têm medo, que sofrem condicionamentos por manifestar a sua visão política e participarem na sua atividade cívica”, afirmou o líder liberal, exemplificando que há empresários que recebem o partido para “encontros, jantares ou eventos que são advertidos de que isso pode prejudicá-los”.

O presidente liberal recordou que o país está “praticamente na comemoração dos 50 anos do 25 de Abril” e que é preciso ter “uma Madeira mais livre”, em particular quando existe “travo a azedo” no arquipélago. Perante o cenário que traçou, Rocha garantiu que o partido luta para “abrir as portas para que corra uma brisa liberal na Madeira” e deixou uma “mensagem à Quinta Vigia” (a residência oficial do presidente do governo da Região Autónoma da Madeira): “A IL está cá para ficar, não somos condicionáveis, não deixamos que Miguel Albuquerque condicione a nossa atividade política.”

Nuno Morna, cabeça de lista da IL na Madeira, acrescentou que “PSD e CDS têm muito medo do voto dos madeirenses” e recorda a “cobardia política” que foi os dois partidos terem chumbado a proposta que permitiria o voto antecipado e em mobilidade nas eleições regionais — uma medida que, recordou, foi “votada favoravelmente por todos os partidos à exceção do PSD e do CDS”.

A Iniciativa Liberal vai pela segunda vez a votos na Madeira e, na moção estratégica, Rui Rocha assumiu o objetivo de eleger dois deputados regionais. Trata-se do primeiro desafio eleitoral do partido desde que Rocha assumiu a presidência da IL, em janeiro, após a saída de João Cotrim Figueiredo.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR



Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *