• Qui. Fev 29th, 2024

Câmara de Ponta Delgada ajuda famílias vítimas do mau tempo em agosto – Observador Feijoada

ByEdgar Guerreiro

Set 14, 2023

A Câmara Municipal de Ponta Delgada, nos Açores, vai apoiar as famílias vítimas do mau tempo de 20 de agosto, comparticipando obras nas respetivas habitações e a aquisição de eletrodomésticos, anunciou esta quarta-feira o município.

Em articulação com o Instituto de Segurança Social dos Açores (ISSA), a Câmara Municipal de Ponta Delgada vai apoiar esses agregados familiares, comparticipando obras nas respetivas habitações e a aquisição de eletrodomésticos”, lê-se num comunicado divulgado esta quarta-feira pela autarquia.

O presidente da Câmara Municipal de Ponta Delgada, Pedro Nascimento Cabral (PSD), reuniu-se esta quarta-feira com os presidentes de junta das freguesias mais afetadas pela intempérie que ocorreu na noite e madrugada de 20 de agosto para fazerem um balanço dos prejuízos.

A reunião de trabalho contou com a participação dos presidentes das juntas de freguesia das Capelas, Santa Bárbara, Remédios, Ajuda da Bretanha, Sete Cidades e Ginetes.

À saída do encontro, Pedro Nascimento Cabral referiu que “o balanço desta sessão de trabalho é extremamente positivo”, sendo que se voltou a “auscultar os presidentes de junta de freguesia”.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

O objetivo foi “avaliar os esforços desenvolvidos desde a noite da intempérie e traçar ações preventivas que possam prevenir futuras inundações, dentro daquelas que são as competências municipais”, segundo o autarca.

Os presidentes de junta de freguesia “alertaram para a necessidade da criação de um plano concertado entre o município, as juntas e o próprio Governo dos Açores que possa ser capaz de prevenir consequências maiores em futuras intempéries”.

Os autarcas manifestaram ainda “preocupações quanto à desobstrução e fiscalização da limpeza das grotas e ribeiras a montante das vias municipais no concelho”.

Entre a noite do dia 20 e o dia seguinte, nos concelhos de Ponta Delgada e Ribeira Grande, em São Miguel, foram registadas 56 ocorrências na sequência das chuvas fortes.

Nessa altura, fonte da Proteção Civil de Ponta Delgada adiantou à Lusa, numa primeira fase, que quatro agregados familiares, num total de 17 pessoas, ficaram desalojados nas freguesias de Ginetes, Santo António e Remédios da Bretanha, tendo sido encontrada uma solução habitacional temporária.

Em 4 de setembro, o governo açoriano mostrou disponibilidade para apoiar as freguesias afetadas pelo mau tempo e adiantou que a variante às Capelas, em Ponta Delgada, cujo concurso será lançado até final do ano, vai procurar mitigar as inundações.

Viemos identificar aquilo que, depois dos grandes trabalhos de limpeza, ainda possa haver e que cirurgicamente precisa de apoio. Estamos disponíveis para colaborar com presidentes de juntas através de protocolos para todos juntos acudirmos às situações que estão para ser resolvidas”, declarou, na altura, a secretária regional do Turismo, Mobilidade e Infraestruturas.



Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *