• Seg. Abr 15th, 2024

Sismo de magnitude 4,6 sentido em Marraquexe. É a réplica mais forte desde o terramoto da semana passada – Observador Feijoada

ByEdgar Guerreiro

Set 14, 2023

Um sismo de magnitude 4,6 foi sentido esta quinta-feira em Marraquexe, Marrocos, de acordo com o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS).

Com epicentro a 9,7 quilómetros de profundidade, este sismo foi a réplica mais intensa a sentir-se em Marrocos desde o violento sismo da última sexta-feira, que matou perto de 3 mil pessoas e que teve uma magnitude avaliada em 6,8 pelo USGS e em 7 pelo Instituto Nacional de Geofísica de Marrocos.

[Já saiu o último episódio da série em podcast “Um Espião no Kremlin”, a história escondida de como Putin montou uma teia de poder e guerra que pode escutar aqui. Pode ainda ouvir o primeiro episódio aqui, o segundo episódio aqui, o terceiro episódio aqui, o quarto episódio aqui e o quinto aqui ]

Segundo a agência Efe, foi a primeira réplica do sismo da semana passada a ultrapassar os 4,5 de magnitude na escala de Richter — e o epicentro desta réplica situou-se na zona de Ighil, justamente a mesma aldeia onde ocorreu o epicentro do sismo da última sexta-feira.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

“O mundo acabou para mim”: marroquino encontra filhos abraçados no meio dos escombros de sua casa

Na noite da última sexta-feira, um forte sismo registou-se naquela localidade, a 63 quilómetros a sudoeste de Marraquexe, levando ao colapso de vários edifícios e provocando a morte a pelo menos 2.946 pessoas, de acordo com o balanço mais recente das autoridades marroquinas.

Pelo menos 5.674 pessoas ficaram feridas na sequência do sismo, cujos efeitos foram agravados pelo facto de ser de noite e de a maioria das pessoas se encontrar no interior de casa, a dormir.

O sismo provocou também graves danos em vários monumentos marroquinos inscritos na lista do Património da Humanidade da UNESCO.

Ao mesmo tempo, o sismo levantou também questões sobre a lentidão com que Marrocos aceitou a ajuda internacional de países como França, deixando ainda mais evidentes as históricas tensões diplomáticas entre os países.



Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *