• Qui. Fev 22nd, 2024

Guterres “lamenta profundamente” reinício dos combates em Gaza – Observador Feijoada

ByEdgar Guerreiro

Dez 1, 2023

O secretário-geral da ONU, António Guterres, “lamenta profundamente” o recomeço das operações militares em Gaza após vários dias de tréguas, numa mensagem publicada esta sexta-feira na rede social X (antigo Twitter).

“Ainda tenho esperança de que seja possível renovar a pausa que tinha sido estabelecida. O recomeço das hostilidades só vem demonstrar a importância de um verdadeiro cessar-fogo humanitário”, acrescentou António Guterres, algumas horas depois de o exército israelita ter retomado os bombardeamentos na Faixa de Gaza.

Os militares israelitas anunciaram o reinício dos combates meia hora após a trégua entre os dois lados do conflito ter expirado, às 7h00 locais (5h00 em Lisboa).

O exército israelita acusou o Hamas de ter quebrado o cessar-fogo e anunciou a retoma dos combates.

“O Hamas violou a pausa operacional e, além disso, disparou contra território israelita. As Forças de Defesa de Israel [IDF, na sigla em inglês] retomaram os combates contra a organização terrorista Hamas na Faixa de Gaza”, declarou o exército em comunicado.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Em consequência do reinício dos combates, seis palestinianos foram mortos na manhã desta sexta-feira num ataque aéreo israelita a Rafah, no sul da Faixa de Gaza, declarou o Ministério da Saúde do movimento islamita Hamas.

Além disso, duas crianças foram mortas em ataques aéreos na cidade de Gaza, disse à agência de notícias France-Presse (AFP) Fadel Naïm, médico do hospital Ahli Arab.

Ataques aéreos de Israel atingiram o sul do enclave, incluindo a comunidade de Abassan, a leste da cidade de Khan Younis, anunciou ainda o Ministério do Interior do território governado pelo Hamas desde 2007.

Um outro ataque atingiu uma casa a noroeste da cidade de Gaza, escreveu a agência de notícias Associated Press (AP).

Na manhã desta sexta-feira, ouviram-se fortes e contínuas explosões na Faixa de Gaza, com fumo negro a espalhar-se pelo território, continuou a agência norte-americana.

Em Israel, as sirenes soaram em três quintas comunitárias perto da Faixa de Gaza, alertando para o lançamento de foguetes, referiu ainda a AP, apontando que este é um sinal de que também o Hamas terá retomado os ataques.

A interrupção dos combates tinha começado há uma semana, em 24 de novembro, inicialmente durante quatro dias, até ter sido prolongada com a ajuda do Qatar e do Egito, países mediadores.

Durante a trégua, o Hamas e outros militantes de Gaza libertaram mais de 100 reféns, a maioria israelitas, em troca de 240 palestinianos detidos em prisões de Israel.





Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *