• Qui. Mai 30th, 2024

GNR resgatou 15 migrantes à deriva no Mediterrâneo – Observador Feijoada

ByEdgar Guerreiro

Abr 10, 2024

A Unidade de Controlo Costeiro e de Fronteiras (UCCF) da GNR resgatou 15 migrantes, ao largo do Cabo Gata, a sudoeste de Almeria, Espanha, utilizando a lancha de patrulhamento costeiro (LPC) Bojador, informou esta quarta-feira a GNR.

Os migrantes resgatados são nove homens, três mulheres e três crianças, incluindo um bebé com seis meses de idade.

Em comunicado, a GNR indica que a operação de salvamento, ocorrida na última sexta-feira, verificou-se após ação de patrulhamento e um alerta da aeronave C-295M, da Esquadra 502 — “Elefantes”, da Força Aérea Portuguesa (FAP), que detetou uma pequena embarcação com 15 pessoas a bordo, a sudoeste de Almeria.

De imediato, os militares da GNR direcionaram a Lancha “Bojador” até à embarcação, que estava à deriva. Devido à falta de condições de segurança da embarcação, procedeu-se à operação de transferência dos migrantes para bordo da embarcação portuguesa.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Aquando do resgate, foi possível verificar que os menores se encontravam desidratados, sendo que a bebé de seis meses apresentava sinais de hipotermia, pelo que lhe foram prestados os primeiros cuidados médicos a bordo.

A GNR, através da UCCF e com a lancha “Bojador”, participa na operação “INDALO 2024”, que decorre de 21 de março a 17 de abril, sob a égide da Agência da Guarda Europeia de Fronteiras e Costeira (FRONTEX), no âmbito da coordenação operacional nas fronteiras externas da União Europeia.

O objetivo principal é atuar na vertente da vigilância fronteiriça, controlo de fluxos de imigração irregular, combate à criminalidade transfronteiriça, reforço da cooperação europeia ao nível de Guarda Costeira e apoiar operações de busca e salvamento.

Desde 2021, a lancha Bojador participou em diversas missões de busca e salvamento, tendo contribuído para a deteção e resgate de centenas de migrantes no Mediterrâneo, em cooperação com outras forças, nomeadamente com a Guardia Civil espanhola e com a Guardia di Finanza e a Guarda Costiera, ambas de Itália.



Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *