• Ter. Mai 28th, 2024

United empata e leva quatro jornadas sem ganhar – Observador Feijoada

ByEdgar Guerreiro

Abr 13, 2024

No futebol, tal como na vida, tudo pode mudar de um segundo para o outro. E no futebol, e aí não como na vida, o destino de um treinador também pode mudar de um mês para o outro. Há várias semanas, a continuidade de Erik ten Hag no Manchester United era praticamente um dado adquirido, ainda que não fosse totalmente consensual; atualmente, a continuidade de Erik ten Hag no Manchester United voltou a ser um enigma.

Os red devils chegavam a este sábado vindos de três jogos consecutivos sem vencer, entre uma derrota com o Chelsea e empates com o Brentford e o Liverpool, e as notícias ao longo da semana davam conta de uma mudança de comportamento de Ten Hag que poderá indicar que estará mesmo de saída no final da temporada. De acordo com o jornal The Sun, os jogadores têm notado o neerlandês mais taciturno e resignado, sem tanta vontade de correr atrás de resultados, e estão plenamente convencidos de que este já foi informado de que será despedido.

E se é certo que Jim Ratcliffe, o novo co-proprietário do Manchester United, nunca verbalizou uma demonstração de apoio pública a Erik ten Hag, também é certo que o treinador tem sublinhado constantemente que tem a certeza de que vai continuar em Old Trafford na próxima época. “Não tenho dúvidas. Tenho a certeza de que estamos no caminho certo e de que vamos chegar onde queremos estar”, disse o neerlandês na antevisão da partida deste sábado contra o Bournemouth.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Ora, neste contexto, Ten Hag lançava os habituais Rashford, Bruno Fernandes e Garnacho no apoio a Højlund e não abdicava de Casemiro e Mainoo no meio-campo, sendo que o Manchester United entrava em campo com a possibilidade de encurtar a distância para o 5.º lugar do Tottenham, que já tinha sido goleado pelo Newcastle. Do outro lado, num Bournemouth que está a meio da tabela da Premier League, Andoni Iraola tinha Ouattara, Justin Kluivert e Sinisterra nas costas de Solanke, que era a referência ofensiva.

O Manchester United começou praticamente a perder, com Solanke a abrir o marcador à passagem do quarto de hora inicial num lance em que Garnacho perdeu a bola no meio-campo e Kambwala não ficou bem na fotografia (16′). Os red devils conseguiram empatar perto da meia-hora, com Bruno Fernandes a finalizar na área uma jogada de enorme insistência com muitos ressaltos à mistura (31′), mas a verdade é que o Bournemouth conseguiu mesmo recuperar a vantagem instantes depois. Kluivert recebeu na esquerda, puxou para dentro e atirou para o poste mais próximo para surpreender Onana (36′).

Erik ten Hag mexeu logo ao intervalo, trocando Garnacho por Amad Diallo, e o Manchester United acabou por conseguir empatar novamente já depois da hora de jogo — e outra vez por intermédio de Bruno Fernandes, que bisou de grande penalidade depois de Adam Smith tocar com a mão na bola na área do Bournemouth (65′). Em resposta, Andoni Iraola fez as primeiras substituições e lançou Romain Faivre e Max Aarons.

Ten Hag ainda voltou a mexer à beira dos últimos 10 minutos, colocando Mason Mount em campo, mas a verdade é que já pouco aconteceu até ao fim. O Manchester United empatou com o Bournemouth e somou a quarta jornada consecutiva sem ganhar na Premier League, falhando a aproximação ao Tottenham e colocando cada vez mais em causa a ambição de chegar à zona de apuramento para as competições europeias.





Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *