• Qui. Mai 30th, 2024

Bestfly deixa Cabo Verde e culpa “ambiente de negócios tóxico” – Observador Feijoada

ByEdgar Guerreiro

Abr 23, 2024

A companhia aérea angolana Bestfly anunciou nesta terça-feira que vai deixar Cabo Verde e culpou o “ambiente de negócios tóxico e punitivo”, criticando a forma como foi tratada pelas autoridades.

“A BestFly World Wide, acionista maioritária da Transportes Interilhas de Cabo Verde (TICV), tomou a difícil decisão de deixar de operar definitivamente em Cabo Verde e suspender a operação da TICV no país”, referiu a companhia aérea em comunicado.

A marca detinha a concessão atribuída pelo governo dos voos interilhas, cujo serviço se deteriorou por falta de aviões, ao ponto de os voos terem sido suspensos no início do mês.

Presidente da República cabo-verdiano pede “medidas urgentes” para ligação aérea interilhas

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

A Bestfly justificou o anúncio desta terça-feira com o facto de a Agência de Aviação Civil (AAC) ter revogado os termos de entrada de um avião que ia permitir retomar os voos, substituindo as aeronaves que estão em manutenção.

O pedido foi recebido num clima de desconfiança, lentidão e hostilidade, ainda que o procedimento, por parte da TICV, tenha sido levado a cabo com toda a regularidade”, referiu Nuno Pereira, diretor executivo da BestFly, acionista maioritário da TICV.

Temos operado num ambiente de negócios tóxico e punitivo, que condiciona severamente a nossa capacidade de ação, apesar do investimento contínuo”, referiu, acrescentando que “o contexto tem sido marcado por situações de franca anormalidade”.

“Sugiro que as autoridades cabo-verdianas façam a devida análise de quantas companhias já operaram em Cabo Verde nos últimos 10 anos. Acredito que o resultado dessa análise deve justificar uma profunda reflexão sobre o ambiente de negócios vivido no país”, concluiu.

Os constrangimentos aos transportes aéreos domésticos no arquipélago têm-se agravado e, na segunda-feira, o Presidente cabo-verdiano, José Maria Neves, juntou-se às vozes que pedem ao governo soluções urgentes para o problema.

Atualmente, as ligações interilhas são asseguradas pela Transportes Aéreos de Cabo Verde (TACV), companhia estatal de vos internacionais, que o governo colocou nas rotas domésticas para cobrir as falhas da Bestfly, remetendo para breve uma solução para as ligações.



Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *