• Qui. Mai 30th, 2024

Santana Lopes foi convidado pelo Governo para voltar à Santa Casa, mas recusou sair da Figueira – Observador Feijoada

ByEdgar Guerreiro

Mai 10, 2024

Pedro Santana Lopes, que foi provedor da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa entre 2011 e 2017, foi convidado pelo Governo para substituir Ana Jorge à frente da instituição, escreve o Nascer do Sol esta sexta-feira. O convite terá sido feito ainda antes da exoneração da atual provedora, mas não terá convencido o presidente da Câmara da Figueira da Foz, que não quis abandonar o mandato antes deste terminar.

Segundo o jornal, Santana Lopes disse que apenas estaria disponível após o final do mandato, em outubro de 2025. O político tinha abandonado funções da Santa Casa, em 2017, para ser candidato à liderança do PSD, frente a Rui Rio.

A mesa da Santa Casa foi exonerada no início da semana passada com o Governo a alegar “atuações gravemente negligentes”— acusações que a mesa, e a provedora em particular, refutam. Além de Pedro Santana Lopes, foi avançado o nome de Pedro Mota Soares, ex-ministro da Segurança Social do governo PSD/CDS, que segundo a Sábado foi convidado.

O Governo ainda não anunciou o sucessor de Ana Jorge e da restante mesa. Na terça-feira, em entrevista à RTP, Rosário Palma Ramalho, ministra da Segurança Social, adiantou que o Governo procura um perfil “financeiro” e que a cor política não é critério de escolha.

Rosário Palma Ramalho assegurou que tem “fundamentação sólida” para exonerar a mesa e justificou a decisão de manter a equipa em gestão até nova mesa ser nomeada porque “é uma obrigação de qualquer pessoa que exerce funções públicas” e porque “não quis correr o risco de que não fossem pagos salários, não fossem dadas ordens de compra de refeições para as casas, não fossem pagos enfermeiros e serviços elementares”.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR



Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *