• Qui. Mai 30th, 2024

Fact Check. Elon Musk disse que “está na hora de pôr Bill Gates na prisão”? – Observador Feijoada

ByEdgar Guerreiro

Mai 14, 2024


Elon Musk e Bill Gates são frequentemente alvo de desinformação nas redes sociais e, desta vez, uma publicação viral junta os dois. Mas será que o dono da Tesla e  SpaceX sugeriu mesmo que o fundador da Microsoft devia ser preso?

As publicações partilham uma alegada notícia com uma citação atribuída a Elon Musk: “Está na hora de pôr Bill Gates na prisão.” O recorte junta uma fotografia dos dois empresários.

Mas é falso. A publicação foi inicialmente partilhada pelo The Patriot Network, uma página de Facebook associada ao SpaceXMania, um site que assume ser um espaço de divulgação de “notícias falsas e com uma boa dose de sátira“. 

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Não há qualquer registo público de que tal declaração tenha sido feita por Elon Musk. Conclui-se, portanto, que estamos perante mais um caso de desinformação que visa Elon Musk e Bill Gates.

Certo é que Musk já criticou publicamente Gates várias vezes, como resume este artigo da revista Fortune, publicado em março de 2023. A biografia de Walter Isaacson, publicada em setembro do ano passado, também aborda esta “disputa”.

Pré-publicação. Do bullying na escola à compra do Twitter, a vida de Elon Musk em livro

Conclusão

Elon Musk não sugeriu que Bill Gates devia ser preso. A informação começou a circular nas redes sociais depois de uma notícia retirada de um site de informações satíricas se ter tornado viral. É um facto que o dono da Tesla e SpaceX é crítico do fundador da Microsoft, mas não há qualquer registo de que defenda a sua prisão.

Assim, de acordo com o sistema de classificação do Observador, este conteúdo é:

ERRADO

No sistema de classificação do Facebook este conteúdo é:

FALSO: as principais alegações do conteúdo são factualmente imprecisas. Geralmente, esta opção corresponde às classificações “falso” ou “maioritariamente falso” nos sites de verificadores de factos.

NOTA: este conteúdo foi selecionado pelo Observador no âmbito de uma parceria de fact checking com o Facebook.


IFCN Badge



Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *