• Ter. Jun 25th, 2024

Trabalhadores da Samsung na Coreia do Sul iniciam ação industrial pela primeira vez

Byadmin

Jun 7, 2024

O Sindicato Nacional de Eletrônicos Samsung, que representa dezenas de milhares de pessoas, pressiona por melhores salários.

Os funcionários da Samsung Electronics, um dos maiores fabricantes mundiais de smartphones e também uma das únicas empresas que produzem semicondutores de alta qualidade, tomaram medidas industriais pela primeira vez como parte de uma campanha de seis meses por melhores salários.

Son Woo-mok, chefe do National Samsung Electronics Union (NSEU), que representa dezenas de milhares de pessoas, disse que os funcionários estavam gozando de férias remuneradas simultaneamente na sexta-feira.

“É difícil fornecer um número exato, mas pelo que tenho visto da frequência no local de trabalho pela manhã, há uma diferença significativa em relação ao habitual”, disse ele.

A Samsung está travada em negociações com os sindicatos sobre salários desde janeiro. A empresa ofereceu um aumento salarial de 5,1% este ano, enquanto o sindicato disse que quer um dia adicional de férias anuais, bem como bônus transparentes baseados no desempenho.

Na sexta-feira, a Samsung disse que estava “envolvendo-se diligentemente nas negociações e continuará a fazê-lo”, e que não houve impacto na produção. Os chips da empresa são usados ​​para IA generativa, incluindo hardware de IA de líderes do setor, incluindo a Nvidia.

“A taxa de utilização de licença remunerada em 7 de junho é inferior à de 5 de junho do ano passado”, que, como sexta-feira, ocorreu entre um feriado e um fim de semana, disse a empresa em comunicado.

Cerca de 10 trabalhadores realizaram um protesto em frente ao principal escritório da Samsung em Seul na sexta-feira, gritando: “Respeite o trabalho! Não queremos um aumento de 6,5% ou um bônus de 200%!”

A NSEU tem negociado salários desde janeiro, e alguns trabalhadores saíram às ruas no mês passado [Kim Soo-hyeon/Reuters]

A Samsung Electronics é a principal subsidiária do gigante sul-coreano Samsung Group, de longe o maior dos conglomerados controlados por famílias que dominam os negócios na quarta maior economia da Ásia.

No final de abril, relatou um salto de quase 10 vezes no lucro operacional do primeiro trimestre, para 6,61 trilhões de won (US$ 4,85 bilhões), graças às fortes vendas de seu principal smartphone Galaxy S24 e aos preços mais altos de seus semicondutores.

A empresa de pesquisa de mercado TrendForce, com sede em Taiwan, disse que, embora a empresa seja responsável por uma parte significativa da produção global de chips de última geração, a greve não afetaria a produção porque envolve funcionários da sede, e não aqueles que estão nas linhas de produção.

Mesmo assim, a greve tem importância histórica, “uma vez que a Samsung resistiu à sindicalização e esteve envolvida na luta contra os sindicatos durante tanto tempo”, disse Vladimir Tikhonov, professor de estudos coreanos na Universidade de Oslo, à agência de notícias AFP.

Ele disse que a ação coletiva mostrou que “há uma tendência gradual para o empoderamento do trabalho na Coreia do Sul”.

A Samsung Electronics impediu a sindicalização dos seus funcionários durante quase 50 anos, por vezes adoptando tácticas ferozes, segundo os críticos, à medida que se transformava num gigante global da electrónica.

Mas no final da década de 2010, os organizadores aproveitaram a oportunidade apresentada pelo governo de tendência esquerdista do ex-presidente Moon Jae-in, um ex-advogado de direitos humanos que representava sindicatos, e pela controvérsia em torno do julgamento de suborno do então vice-presidente da empresa, Lee Jae. -yong, neto do fundador, para criar um sindicato.

O NSEU tem agora cerca de 28 mil membros, ou mais de um quinto da força de trabalho total da Samsung, e é o maior dos cinco sindicatos da empresa.

Lee Hyun-kook, vice-presidente do sindicato, disse que a greve não criaria interrupções na produção e nem era essa a intenção.

“Queremos apenas que a Samsung ouça a nossa voz”, disse ele à AFP.

Source link

By admin

Related Post

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *