• Seg. Abr 15th, 2024

A estreia de Invictus. Harry revela que Afeganistão reacendeu “trauma” da morte da mãe – Observador Feijoada

ByEdgar Guerreiro

Ago 30, 2023

O príncipe Harry voltou a partilhar a sua experiência pessoal e disse que teve uma “revelação” quando regressou de uma missão no Afeganistão. Contou que na base estava o “trauma” que foi perder a mãe quando era tão novo e que “a maior luta” foi não ter ninguém para o ajudar a lidar com a situação. Estas afirmações foram feitas na nova série documental “O coração dos Invictus”, sobre a competição para veteranos de guerra que o próprio príncipe fundou, e que chega esta quarta-feira à Netflix.

Harry é ele próprio um veterano do exército, serviu as Forças Armadas britânicas durante 10 anos, durante os quais teve duas missões no Afeganistão. A primeira missão foi entre 2007 e 2008, mas foi sobre a segunda que o príncipe falou. “Na minha tour no Afeganistão em 2012 a pilotar Apaches, algures depois disso, houve uma revelação”, conta o príncipe num pequeno vídeo que pode ser visto na Sky News. “O ponto de viragem para mim foi, na verdade, regressar do Afeganistão, mas o que estava a vir ao de cima eram coisas de 1997, de quando eu tinha 12 anos.”

Diana, a princesa de Gales, morreu na sequência de um acidente de carro que aconteceu a 31 de agosto de 1997, Harry iria completar 13 anos dentro de algumas semanas, a 15 de setembro, e estava de férias com o irmão e a família paterna no Castelo de Balmoral, na Escócia. “Perder a minha mãe quando era tão novo… o trauma que eu tinha, eu nunca tive noção dele. Nunca foi discutido, nunca falei sobre ele e eu reprimi-o, como a maioria dos jovens teria feito”, explica o príncipe.

“Mas depois quando tudo começou a efervescer eu andava a bater com a cabeça nas paredes. O que é que se passa aqui? Agora estou a sentir tudo, ao contrário de estar entorpecido.” Harry confessa que a maior luta foi não ter, na altura, ninguém à sua volta que o pudesse ajudar a lidar com a situação. “Não tive uma estrutura de apoio, uma rede ou conselhos de especialistas que me ajudassem a identificar o que se passava comigo”, explicou o duque de Sussex. “Infelizmente, como com a maioria de nós, a primeira vez que consideras terapia é quando estás deitado no chão, em posição fetal, provavelmente, a desejar que tivesses lidado com alguns destes assuntos antes.”

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

A série documental “O coração dos Invictus” chega esta quarta-feira à Netflix e consiste em cinco episódios. Cada um tem entre 45 minutos e uma hora de duração e vão acompanhar a história de seis pessoas que competiram na edição destes jogos em 2022. A série foi anunciada há mais de dois anos e tem assinatura da Archwell Productions, a empresa de produções de Harry e Meghan. É realizada por Orlando von Einsiedel e produzida por Joanna Natasegara, que trabalhou na curta vencedora de um Óscar “Os Capacetes Brancos” (2016).

Os Invictus Games são um evento desportivo para soldados feridos, homens e mulheres, tanto veteranos como ainda em serviço. A próxima edição desta competição acontece entre os dias 9 e 16 de setembro em Dusseldorf (Alemanha). A primeira edição aconteceu em 2014, teve lugar em Londres e reuniu mais de 400 competidores de 13 nacionalidades. Esta competição é internacional, por isso em 2016 estiveram em Orlando (no estado norte-americano da Flórida), em 2017 em Toronto (Canadá) onde Harry e Meghan causaram grande sensação ao aparecerem juntos, em 2018 em Sydney (Austrália) e, por causa da pandemia, só voltou a haver competição em abril de 2022, em Haia (nos Países Baixos).



Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *