• Seg. Abr 15th, 2024

Meloni, a africana – Observador Feijoada

ByEdgar Guerreiro

Set 2, 2023

Há uma velha lei da economia e da demografia que diz que as pessoas, quando não têm os recursos ao alcance, vão atrás deles. A África, aqui mesmo a sul da Europa, com o Mediterrâneo pelo meio, passou este ano os 1.500 milhões de habitantes e a sua população vai continuar a crescer a largo ritmo; e os africanos, carentes de recursos nos seus países, vão recorrer à emigração para sobreviver ou para procurar uma vida melhor.

Considerações éticas e políticas à parte, e por tudo o que está para trás e pode estar para a frente, ajudar a criar nesses países infraestruturas, recursos sanitários e sociais, condições de produção agrícola e industrial que fixem as populações para evitar vagas descontroladas de migrantes parece ser o mais inteligente – mais inteligente, mais humano e mais civilizado.

Este artigo é exclusivo para os nossos assinantes: assine agora e beneficie de leitura ilimitada e outras vantagens. Caso já seja assinante inicie aqui a sua sessão. Se pensa que esta mensagem está em erro, contacte o nosso apoio a cliente.



Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *