• Qui. Fev 29th, 2024

Líder de Taiwan inicia visita a Essuatíni – Observador Feijoada

ByEdgar Guerreiro

Set 5, 2023

A Presidente de Taiwan, Tsai Ing-wen, iniciou esta terça-feira uma viagem de quatro dias a Suazilândia), um dos 13 aliados diplomáticos que restam ao território.

Tsai disse que vai visitar o país de 1,1 milhão de habitantes, na África Austral, para “celebrar a amizade entre os dois países”.

Desde que Tsai assumiu o cargo, em 2016, a China começou a pressionar os países que mantêm relações com Taiwan para que transferissem o seu reconhecimento diplomático de Taipé para Pequim. Pequim teve sucesso em nove países, deixando Taiwan com apenas 13 nações que reconhecem a sua condição de Estado.

A perda diplomática mais recente de Taiwan foram as Honduras, que estabeleceram relações com Pequim em março.

China e Taiwan vivem como dois territórios autónomos desde 1949, altura em que o antigo governo nacionalista chinês se refugiou na ilha, após a derrota na guerra civil frente aos comunistas.

Pequim considera Taiwan parte do seu território e ameaça a reunificação através da força, caso a ilha declare formalmente a independência.

A China exige atualmente que os seus aliados diplomáticos concordem com o princípio “Uma Só China”, que vê como garantia da sua soberania sobre Taiwan.

A diplomacia é o acumular de passo a passo. Os passos de Taiwan no mundo não vão parar”, disse Tsai Ing-wen. “Vamos continuar a avançar com mais determinação e autoconfiança, para permitir que o mundo veja o poder bom e estável de Taiwan”, defendeu.

Tsai é acompanhada na visita pelo prefeito da cidade portuária de Kaohsiung, no sul de Taiwan.

Essuatíni é uma monarquia absoluta e a maior parte da população do país vive abaixo da linha da pobreza. A nação foi abalada por protestos pró-democracia em 2021, mas esses protestos foram reprimidos de forma violenta, segundo relatórios.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR



Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *