• Dom. Mai 26th, 2024

Suspeito por terrorismo fugiu da prisão de Londres – Observador Feijoada

ByEdgar Guerreiro

Set 6, 2023

Um suspeito por terrorismo fugiu da prisão HMP Wandsworth, que se situa no sudoeste de Londres e que tinha problemas na segurança, nesta quarta-feira às 12h50 (hora de Lisboa), revelou a BBC News.

O suspeito chama-se Daniel Abed Khalife, tem 21 anos e era soldado. Foi acusado de esconder bombas falsas numa base militar durante o seu serviço. O jovem encontrava-se em prisão preventiva à espera do julgamento por terrorismo e infração da lei de segredos oficiais.

O detido trabalhava na cozinha da prisão e agarrou-se ao camião de transporte de alimentação para fugir, revelou a SkyNews. Na altura, estava vestido com uniforme correspondente à sua função.

As autoridades britânicas suspeitam de que o fugitivo encontra-se em Londres, mas admite que já possa ter saído da cidade. O chefe do comando policial antiterrorista informou de que há uma equipa dedicada à localização do terrorista: “as investigações [são] urgentes e extensas”.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

A segurança está a ser reforçada, nomeadamente nos aeroportos de Londres, de acordo com SIC Notícias.

Segundo o comandante Dominic Murphy, “não existe qualquer razão para considerar Khalife de ameaça social“. Porém, aconselha os cidadãos a manterem-se à distância, no caso de o avistarem, e contactarem imediatamente as autoridades.

A Polícia Metropolitana, compartilhou um post na rede social X, que revela a aparência do suspeito.

Antes de ser detido na prisão HMP Wandsworth, Daniel Khalife escondeu-se numa zona de Londres após praticar o alegado crime que lhe é imputado. O jovem tinha fugido da base militar no dia 2 de janeiro e foi encontrado “com grande esforço“, 20 dias depois, “dentro ou perto do seu carro”.

Daniel Khalife teve três audiências em tribunal: no dia 28 de janeiro, 17 de fevereiro e 21 de julho. Em fevereiro, o suspeito teve audiência por videoconferência, no “High Court of Justice” (um dos tribunais superiores ingleses), tendo sido então revelado que Khalife teria tido a intenção de criar o pânico junto dos militares na base onde estava destacado com informações sobre um alegado ataque terrorista a essas mesmas instalações militares.

Para além disso, descobriu-se que o suspeito obteve informações pessoais do Ministério de Defesa que poderiam ser utilizados para organizar um ato terrorista no ano 2021.

As fugas de prisão têm sido um fenómeno raro em Inglaterra, tendo ocorrido apenas cinco entre 2010 e 2017.





Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *