• Ter. Abr 16th, 2024

Comandante pede a Zelensky para interceder por soldado britânico que desertou para lutar na Ucrânia – Observador Feijoada

ByEdgar Guerreiro

Set 11, 2023

Siga aqui o liveblog da guerra na Ucrânia.

Roman Kostenko, um comandante condecorado e político ucraniano, pediu a Volodymyr Zelensky para intervir no caso de um soldado britânico condenado a 12 meses num centro de detenção militar no Reino Unido, depois de ter abandonado a sua unidade militar, destacada na Estónia para a Operação Cabrit da NATO, e juntar-se à legião estrangeira na Ucrânia, ajudando a defender o país invadido pela Rússia.

Depois de fugir do regimento, em março de 2022, Alexander Garms-Rizzi, 21 anos, passou seis meses na linha da frente, junto à cidade de Mykolaiv — enviou uma mensagem à sua unidade admitindo ter cruzado a fronteira para se juntar às forças ucranianas. De acordo com o jornal inglês The Guardian, em julho do mesmo ano, tornou-se no primeiro soldado britânico a ser preso por abandonar o exército e alistar-se nas forças armadas da Ucrânia.

Este artigo é exclusivo para os nossos assinantes: assine agora e beneficie de leitura ilimitada e outras vantagens. Caso já seja assinante inicie aqui a sua sessão. Se pensa que esta mensagem está em erro, contacte o nosso apoio a cliente.



Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *