• Seg. Abr 15th, 2024

Guterres avisa que sanções da ONU contra Coreia do Norte devem ser respeitadas – Observador Feijoada

ByEdgar Guerreiro

Set 13, 2023

O secretário-geral das Nações Unidas (ONU), António Guterres, afirmou esta quarta-feira que qualquer cooperação com a Coreia do Norte “deve respeitar as sanções da ONU”, quando questionado sobre a possibilidade de um acordo militar entre Moscovo e Pyongyang.

“Qualquer forma de cooperação de qualquer país com a Coreia do Norte deve respeitar o regime de sanções imposto pelo Conselho de Segurança da ONU. E isto é, obviamente, extremamente relevante neste caso que mencionou”, disse António Guterres, respondendo a uma pergunta sobre o encontro entre o Presidente russo, Vladimir Putin, e o seu homólogo norte-coreano, Kim Jong Un, e a possibilidade, levantada por Washington, de um acordo para entrega de equipamento militar à Rússia para apoiar a ofensiva na Ucrânia.

Os líderes da Rússia e da Coreia do Norte reuniram-se esta quarta-feira, no extremo oriente russo, durante cerca de duas horas, anunciou o Kremlin. A cimeira decorreu no cosmódromo russo de Vostochny, na região siberiana de Amur.

Após a reunião, Kim Jong-un manifestou-se convencido da vitória do exército e do povo da “Grande Rússia” na Ucrânia, durante um almoço que lhe foi oferecido por Putin.

Estou convencido de que o heroico exército e o povo russo, que herdaram brilhantemente as tradições de vitória, demonstrarão dignidade e honra em duas frentes: na operação militar especial e na construção de um Estado forte”, disse Kim.

A Rússia designa oficialmente a invasão da Ucrânia, que iniciou em 24 de fevereiro de 2022, como uma “operação militar especial“.

Kim brindou às “novas vitórias da Grande Rússia”, citado pelas agências russas e internacionais. Por outro lado, os Estados Unidos advertiram a Coreia do Norte de que sofrerá consequências se fornecer armamento à Rússia para a guerra contra a Ucrânia.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Já o porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov, referiu que o apoio da Rússia às sanções do Conselho de Segurança das Nações Unidas contra a Coreia do Norte não impede o desenvolvimento das relações entre Moscovo e Pyongyang.

A Rússia mantém a sua posição nas Nações Unidas, no Conselho de Segurança, mas isso não pode, não deve e não será um obstáculo ao desenvolvimento das relações entre a Rússia e a Coreia do Norte”, afirmou.

Peskov disse ainda que a Rússia e a Coreia do Norte vão construir relações baseadas nos interesses dos dois países e que a cooperação entre Moscovo e Pyongyang não é dirigida contra ninguém.

Esta trata-se da segunda visita oficial do líder norte-coreano à Rússia, depois de ter mantido conversações com o homólogo russo em abril de 2019, em Vladivostok.



Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *