• Ter. Mar 5th, 2024

Ursula von der Leyen e Giorgia Meloni visitam ilha italiana de Lampedusa – Observador Feijoada

ByEdgar Guerreiro

Set 17, 2023

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, e a chefe do Governo italiano, Giorgia Meloni, chegaram este domingo à ilha italiana de Lampedusa, onde continuam os desembarques de imigrantes agravando a crise migratória na ilha.

A chegada de von der Leyen e Meloni contou com protestos dos residentes na ilha.“Estamos a fazer tudo o que podemos”, disse Meloni à chegada, acrescentando que assume “responsabilidade pessoal”.

Na sequência da chegada de mais de 10.000 migrantes a Lampedusa (mais do que a população da ilha mais próxima de África) em apenas três dias, na sexta-feira, Meloni escreveu uma carta à presidente da Comissão Europeia pedindo-lhe para visitar a ilha “para compreender pessoalmente a gravidade da situação”.

A chefe do Governo italiano alertou que a pressão migratória sobre o seu país é insustentável.

Na visita deste domingo também participam o ministro do Interior italiano, Matteo Piantedosi, e a comissária europeia dos Assuntos Internos, Ylva Johansson.

Giorgia Meloni e Ursula von der Leyen estão a visitar o porto onde estão atracadas dezenas de barcos em que viajam os migrantes, na maioria das vezes partindo da Tunísia e da Líbia.

A Cruz Vermelha Italiana, que gere o centro de acolhimento de Lampedusa, disse que ali ainda se encontram 1.500 migrantes, para uma capacidade de 400 pessoas, pois as transferências para a Sicília e o continente não compensam totalmente as novas chegadas.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Grandes navios de organizações não-governamentais, como o Geo Barrents dos Médicos Sem Fronteiras, que resgatou sábado quase 500 migrantes em 11 operações (mais de 200 menores), são direcionados diretamente para os principais portos italianos.

Contudo, dezenas de pequenos barcos continuam a sua travessia do Mediterrâneo e chegam diretamente a Lampedusa, onde o sistema de gestão de migrantes se encontra à beira da asfixia.

Mais de 1.000 migrantes chegaram nas últimas horas a Lampedusa e estima-se que mais de 10.000 pessoas chegaram em apenas três dias da semana passada, mais do que a população da ilha.

Apesar de os números estarem sempre em evolução, desde o início do ano estima-se que mais de 127 mil imigrantes desembarcaram em Itália, quase o dobro do mesmo período de 2022 e o triplo de 2021, segundo dados atualizados do Ministério do Interior italiano.



Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *