• Qui. Fev 22nd, 2024

Moçambicana LAM vai passar a ligar diretamente África do Sul e Cabo Delgado – Observador Feijoada

ByEdgar Guerreiro

Jan 21, 2024

A Linhas Aéreas de Moçambique (LAM) anunciou este domingo a criação de uma “ponte aérea” direta entre Joanesburgo, África do Sul, e Pemba, na província de Cabo Delgado, norte do país, com três ligações semanais ainda este mês.

Uma nota da companhia aérea estatal moçambicana consultada pela Lusa refere que a ligação visa “promover o crescimento empresarial e turístico” e arranca em 29 de janeiro.

A nova ligação junta-se a outros voos diretos que a LAM já introduziu nos últimos meses, no processo de revitalização em curso desde abril passado, entre Joanesburgo e Cidade do Cabo, na África do Sul, e Maputo, Inhambane e Vilanculos, seguindo-se agora Pemba.

A estreia desta “ponte aérea” acontece numa altura em que várias organizações interacionais apontam como estando iminente o anúncio da retoma do projeto de gás natural da TotalEnergies em Cabo Delgado, um dos maiores do género em África e que está suspenso desde 2021 devido aos ataques terroristas na região.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

O próprio Fundo Monetário Internacional (FMI) estimou na semana passada a retoma no início deste ano do megaprojeto Mozambique LNG, da TotalEnergies, avaliado em 20 mil milhões de dólares, face à melhoria das condições de segurança.

“As condições de segurança no norte [Cabo Delgado] continuam a melhorar e espera-se o reinício do grande projeto de GNL [Gás Natural Liquefeito] que foi interrompido em abril de 2021 ainda no início de 2024”, lê-se num relatório noticiado na semana passada pela Lusa, sobre a aprovação este mês da terceira avaliação à implementação do programa de Facilidade de Crédito Alargado (ECF, na sigla em inglês), a 36 meses, em Moçambique.

A rota Joanesburgo — Pemba faz parte do plano de revitalização da operadora, depois de a empresa sul-africana Fly Modern Ark (FMA) ter entrado na gestão da LAM em abril do ano passado para o processo de restruturação.

A rede de voos da LAM conta com 12 destinos no mercado doméstico, a nível regional voa regularmente para Joanesburgo, Dar-Es-Salaam, Harare, Lusaca, e Cidade do Cabo, enquanto Lisboa é desde 12 de dezembro o único destino intercontinental.

Diariamente, a LAM realiza mais de 40 voos, operados através da sua frota composta por um Boeing 737, três Q400, dois Bombardier CRJ 900 e dois Embraer 145 operados pela sua subsidiária Moçambique Expresso (MEX).



Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *