• Ter. Mar 5th, 2024

O Facebook vai morrer? A Meta Executive garante que

Byadmin

Mar 10, 2023

O vice-presidente do Facebook, Tom Allison, disse que a rede social vive um momento de renovação, mas está longe de morrer.

O Facebook está mais vivo do que nunca e passa por uma grande transformação, mas a rede social deixou de ser aquele tradicional ponto de encontro para se misturar com uma plataforma de entretenimento. A afirmação foi feita pelo vice-presidente do Facebook, Tom Allison, em artigo publicado no blog oficial do Meta.

Para reforçar seu argumento, o executivo cita o forte início de ano da plataforma, que recentemente atingiu a marca de 2 bilhões de usuários ativos diários. “O Facebook não está morto ou morrendo, pelo contrário, está vivo e crescendo”, disse ele.

Segundo Allison, a plataforma não é mais tão focada em conectar pessoas como antigamente. É por isso que a Meta se esforçou tanto para reformular o aplicativo, com a adição de vídeos curtos, mais ênfase em perfis pessoais e mudanças no feed.

Outro exemplo citado pelo executivo é o caso da influenciadora brasileira Bia Napolitano, que recentemente alcançou 800 mil seguidores com conteúdo diário de humor na rede social. Bia compartilha suas criações no Facebook Reels em vez de usar o Instagram, um movimento que realmente chama a atenção.

futuro do facebook
O plano agora é desenvolver produtos baseados em inteligência artificial e gerar novas oportunidades de receita para os criadores. “As pessoas usam o Facebook não apenas para se conectar com amigos e familiares, mas também para se envolver em tópicos importantes para elas”, diz Allison.

Uma das ideias é criar cada vez mais mecanismos de integração para possibilitar o uso do conteúdo em diversas plataformas, como Instagram e WhatsApp. Com o público espalhado por tantos serviços, a empresa aposta no alcance como um diferencial do Facebook.

Esse histórico de vinculação de serviços é antigo e apontado como um dos principais problemas da Meta, que acaba lançando soluções concorrentes entre si. Quando comprou o Instagram, muitos especialistas pensaram que a plataforma se integraria ao Facebook, mas isso não aconteceu e o serviço de fotos acabou vencendo a batalha pelo crescimento.

Resta saber se as mudanças planejadas valerão a pena, trazendo o Facebook de volta aos seus dias de glória da última década. A plataforma anunciou recentemente quatro novidades para o Reels. Em meados de fevereiro foi a vez do lançamento do Community Chats, função que mistura Grupos do Facebook com comunidades do WhatsApp no ​​Messenger.

By admin

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *