• Ter. Mar 5th, 2024

À beira do abismo – Observador Feijoada

ByEdgar Guerreiro

Set 1, 2023

Estará efectivamente Portugal à beira do abismo como parece? Do estrito ponto de vista, é possível que não, mas isso só não acontece porque a União Europeia e muito em particular a actual presidente do Conselho da UE têm de suportar o peso crescente do papel negativo desempenhado pela Alemanha e não só desde o ataque da Rússia à Ucrânia. Já lá vai ano e meio de pesados combates e, segundo todos os dados conhecidos, o presumível atentado do ditador russo Putin contra a liderança dos seus combatentes profissionais não será mais do que um novo passo na interminável guerra à Ucrânia.

Segundo se pode imaginar, os dirigentes políticos russos da guerra contra a Ucrânia já só têm como objectivo a cedência dos Estados Unidos bem como das suas dependências da NATO, a começar pelos «grandes» como a Inglaterra, a França e a Alemanha. Obviamente, Portugal não conta para nada bem como os outros «mediterrânicos», os quais têm mais em que pensar. Quanto à maioria dos outros países europeus, só pensa em como sair da guerra, com excepção de eventuais «fronteiriços» por motivos geopolíticos óbvios.

As eleições presidenciais norte-americanas de 2024 terão lugar dentro de pouco mais de um ano e já se apresentam como o horizonte-limite da guerra. Daqui até lá, a Ucrânia não deixará, lamentavelmente, de ter as perdas territoriais exigidas pela Rússia, no mínimo as de 2014, e os USA não terão outro remédio… Se não, é o presidente que se arrisca a perder a eleição e nenhum de nós quer o regresso do Trump. Deixará pois de ser um mero confronto militar para se tratar de um finca-pé – para não dizer, consolidação – do território controlado pela antiga URSS, isto é, o domínio espacial que actualmente domina.

Este artigo é exclusivo para os nossos assinantes: assine agora e beneficie de leitura ilimitada e outras vantagens. Caso já seja assinante inicie aqui a sua sessão. Se pensa que esta mensagem está em erro, contacte o nosso apoio a cliente.



Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *