• Dom. Abr 14th, 2024

Grécia. Número de mortos sobe para 14 devido a inundações – Observador Feijoada

ByEdgar Guerreiro

Set 10, 2023

O número de mortos provocado pelas inundações que assolaram Tessália, região no centro da Grécia, foi este domingo atualizado para 14, revelaram os bombeiros.

Os corpos de um homem de 65 anos e da sua mãe, de 88, foram encontrados perto da cidade de Karditsa, onde as operações de salvamento prosseguem sem interrupção. Até então, o número anterior de mortos era de doze.

“Um total de 4.250 pessoas foram resgatadas e colocadas em segurança entre terça-feira, 05 de setembro, às 07:00 (05:00 em Portugal continental) e domingo, 10 de setembro, às 07:00”, declarou em comunicado o serviço de bombeiros grego.

Segundo as autoridades de proteção civil cinco pessoas continuam desaparecidas,

Em Volos, o abastecimento de água continua a ser problemático, uma vez que as estações de bombagem e uma grande parte da rede de abastecimento de água foram destruídas pela tempestade.

“A água não é potável”, declarou o Ministério da Saúde da Grécia, citando casos de gastroenterite.

Toda a região do Pelion continua a ser afetada por cortes de energia e de água, enquanto as principais estradas foram danificadas pelas chuvas torrenciais.

Os bombeiros continuam igualmente mobilizados na frente de Larissa, onde o rio Pinios transbordou e a água subiu perigosamente nos arredores da cidade.

Descrita pelos especialistas como um “fenómeno extremo em termos de quantidade de água que caiu”, a tempestade apelidada de “Daniel” atingiu a Magnésia na segunda-feira e na terça-feira, em especial a sua capital, a cidade portuária de Volos, e as aldeias do Monte Pelion, antes de afetar as localidades em torno de Karditsa e Trikala na quarta-feira.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Esta intempérie ocorre semanas depois dos incêndios florestais devastadores que ocorreram na Grécia este verão e que mataram pelo menos 26 pessoas.

Com o aquecimento global, a atmosfera contém mais vapor de água (cerca de 7% por cada grau de subida), aumentando o risco de episódios de precipitação intensa que, combinados com outros efeitos das alterações climáticas, são suscetíveis de causar danos graves.

Na Turquia e na Bulgária, dois países que fazem fronteira com a Grécia, as chuvas torrenciais dos últimos dias mataram 12 pessoas.



Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *